Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Criatividade-SA-Ed-Catmull-Livro-Capa-Blulivro.jpg 

Título: Criatividade
Autor: Ed Catmull
Editora: Clube do Autor
Páginas: 364
PVP: 17,00€
Data de Lançamento: 21 de Janeiro de 2015
 
 
Sinopse
Durante quase vinte anos, a Pixar dominou o mundo da animação. Produziu filmes tão adorados como a trilogia Toy Story, Monstros e Companhia, À Procura de Nemo, Os Incríveis ou Up - Altamente, que bateram recordes de bilheteira e conquistaram trinta Óscares. Nesta obra, Ed Catmull revela os princípios e as técnicas que tornaram a empresa tão admirada, e rentável, e como podem ser aplicados por outras pessoas e setores.
 
 
«Talvez seja o melhor livro de gestão alguma vez escrito.»
Forbes

«Uma história bem contada, recheada de pormenores. Uma leitura indispensável para todos os que se interessam por inovação e criatividade.»
The Wall Street Journal

«Catmull recorre aos êxitos e fracassos da Pixar para delinear um modelo de gestão para negócios criativos.»
Financial Times

«Um livro que vai inspirar colaboradores, líderes, e todos os que desejam trabalhar num ambiente que potencie a criatividade e a resolução de problemas.»
Publishers Weekly
 
 
Sobre o autor:
Edwin Catmull é um cientista da computação gráfica e presidente da Pixar e Walt Disney Animation Studios.
Como cientista informático, Catmull contribuiu com muitos descobrimentos na área de computação gráfica.
 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Passatempo "Letras Divertidas"

por Tânia Breda, em 15.01.15

Bom dia caros seguidores! Hoje trago um passatempo super especial!
Com a preciosa colaboração da Arte Divertida, vamos sortear 2 cadernos! Um caderno em formato A5 com 60 folhas e outro A6 com 60 folhas.

Há umas semanas atrás fizemos uma publicação desta loja online, pode ver aqui a opinião do Chuva de Letras sobre os artigos.

 

Passatempo Letras Divertidas.jpg

 

Assim, entra em vigor o passatempo Letras Divertidas! Pode participar até às 23h59 do dia 31 de Janeiro!

Para se habilitar a ganhar os cadernos acima, basta responder às questões no formulário.

As respostas às perguntas pode encontrar no blogue da Arte Divertida na coluna da direita, aqui

Não se esqueça de ler as regras de participação já abaixo.

 

 

Regras de participação:

1. Só é válida uma participação por pessoa e por morada.

2. Só serão aceites participações de residentes em Portugal Continental e Ilhas.

3. É obrigatório ser seguidor da página de facebook (colocar gosto) do blog Chuva de Letras e da ArteDivertida

4. O vencedor será sorteado aleatoriamente através do random.org e será posteriormente contactado por e-mail. O resultado será também anunciado aqui no blog e facebook.

5. Todas as participações com questões erradas, dados incompletos, e/ou que não obedeçam às regras serão automaticamente anuladas.

6. A administração do blog Chuva de Letras e a ArteDivertida não se responsabilizam pelo possível extravio no correio dos prémios enviados.

 

Boa Sorte!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

1507-1.jpg

Título: D. Sancho I, O Herdeiro do Reino
Autor: Maria Antonieta Costa
Editora: Clube do Autor
Páginas: 336
PVP: 15,00€
Data de Lançamento: 22 de Janeiro de 2015
 
Sinopse
Nos primeiros tempos como reino independente, Portugal precisa de afastar os inimigos, formar alianças, povoar a terra. Só um rei com qualidades excecionais o poderia fazer. Intrépido, arguto, inabalável, amante de artes e com um extraordinário talento para governar, D. Sancho é o herdeiro perfeito para dar continuidade à bravura do fundador.
Quem foi na verdade D. Sancho I? O que recebeu de herança do pai, D. Afonso Henriques? Como defendeu e governou o seu reinado? Que força têm os poderes visionários de uma mulher na personalidade de um rei? Treinado para a conquista e defesa da terra, como controlou o monarca o território do amor?


Os protagonistas:
D. Sancho: Segundo rei de Portugal, filho de D. Afonso I e de D. Mafalda, D. Sancho casou em 1174 com D. Dulce de Aragão. Foi um grande administrador, protegeu e fomentou a indústria e promoveu o povoamento das terras criando concelhos e concedendo cartas de foral. No campo da cultura, o próprio rei foi poeta e enviou muitos bolseiros portugueses a universidades estrangeiras.

Maria Pais da Ribeira: D. Maria Pais da Ribeira, também referida pela alcunha de a Ribeirinha, foi uma nobre portuguesa, conhecida pela sua beleza e pela relação próxima com D. Sancho. Diz-se que, depois da morte do seu amante real, foi raptada por um Gomes Lourenço Viegas e veio a casar, mais tarde, com João Fernandes Lima, um fidalgo galego.
 
 
Sobre a autora:
Maria Antonieta Moreira Costa nasceu em Vila Nova de Famalicão, em 1954. Com um mestrado em História e Cultura Medievais, tem dedicado a sua vida ao ensino e à investigação. Dentro desta temática, é autora de artigos divulgados em publicações da especialidade, nomeadamente na revista Lusitania Sacra.
É autora também dos romances O Segredo de Afonso III, A Sétima Profecia e A Epopeia do Eterno Navegador.
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Robin Williams.jpg

 

Título: Robin Williams - A vida, o sorriso e o sofrimento do homem que fez rir o mundo

Autor: Emily Herbert

Editora: Clube do Autor

Páginas: 232 + Extratextos

PVP: 15,00€

Data de Lançamento: 22 de Janeiro de 2015

 

 

Robin Williams fez rir milhões de pessoas em todo o mundo com a sua energia sem limites e uma sagacidade ímpar. Através de papéis marcantes em filmes que se tornaram clássicos, o ator tornou-se no rosto genial da comédia familiar. O talento, no entanto, não se esgotava na comédia. Robin era capaz de desempenhar com naturalidade papéis sérios com profundidade, empatia e credibilidade. Incontornável era, também, o seu carácter. A sua generosidade era bem conhecida e admirada. Mas por trás do riso escondia-se um homem perturbado. Afinal, o que teria levado um homem gentil e talentoso a um fim tão trágico?

O livro Robin Williams, uma biografia da autoria de Emily Herbert, chega dia 22 às livrarias de todo o país. Ao longo das suas páginas revisitamos o percurso do ator e muitas curiosidades da sua vida pessoal.

 

 

«Agora talvez seja fácil dizê-lo, mas entre as mil caretas de Robin Williams havia uma intransponível: a do homem de olhos profundamente tristes. Williams foi mais uma vítima do destino trágico de tantos comediantes: a capacidade de fazer rir a todos menos ao homem que vê ao espelho.»

El País

 

«Um dos comediantes mais explosivos, exaustivos e prodigiosamente verbais que alguma vez viveu.»

New York Times

 

«Robin Williams: uma vida de riso dedicada aos outros.»

The Guardian

 

 

Robin Williams estreou-se na televisão em 1977 e tornou-se logo um fenómeno. Se a estreia no cinema não foi auspiciosa, rapidamente a tendência se inverteu. Pelo papel em Bom dia, Vietname foi nomeado pela primeira vez para o Óscar de Melhor Ator. Voltou a ser nomeado pelo inesquecível papel em O Clube dos Poetas Mortos. Finalmente, em 1997, foi distinguido com o Óscar de melhor ator pela atuação em O Bom Rebelde. Protagonista de vários filmes marcantes ao longo de 30 anos, Robin Williams morreu a 11 de agosto de 2014, aos 63 anos.

Emily Herbert é jornalista.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Estou a ler...



Tabela de Classificação:



WOOK - www.wook.pt