Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Capa Peregrino.jpg

Peregrino chegou à dois dias às livrarias nacionais com grande expectativa e promete tornar-se numa referência para quem gosta de thrillers de espionagem atuais e recheados de adrenalina. Escrito num ritmo cinematográfico, Terry Hayes construiu um enredo elogiado pelos principais media estrangeiros e companheiros de profissão, como David Baldacci.

 

A MGM apaixonou-se pela história – a ação desenrola-se nos EUA, Afeganistão, Líbano, Faixa de Gaza e Turquia – e, não só comprou os direitos de adaptação, como já escolheu Matthew Vaughn para realizador. Lloyd Braun e Andrew Mittman juntam-se a Vaughn, com as filmagens a terem início em 2016. Para os cinéfilos, Terry Hayes não é de todo um nome desconhecido. Afinal de contas, o autor britânico escreveu, com George Miller, o argumento de Mad Max 2: O Guer­reiro da Estrada. Também coproduziu e escreveu Calma de Morte, o filme que lançou a carreira internacional de Nicole Kidman, Mad Max 3: Além da Cúpula do Trovão e inúmeros telefilmes e minisséries, duas das quais receberam nomeações para os Emmy internacionais. No total, recebeu mais de 20 prémios em cinema e televisão. Em Los Angeles, trabalhou como argumentista em grandes produções de estúdio, como Payback — A Vingança, com Mel Gibson, A Verdadeira História de Jack, o Estripador, com Johnny Depp, e Limite Vertical, com Chris O’Donnell. 

 

Com Peregrino, Terry Hayes aventurou-se noutro campo das artes, a da escrita de livros, e o seu romance de estreia e foi de imediato um bestseller internacional, vendido para mais de 25 países, e vencedor do National Book Award (Reino Unido).

 

 

«Peregrino é simplesmente um dos melhores romances de suspense que já li. Terry Hayes tem uma prosa forte, diálogos credíveis e uma soberba trama original que daria para três livros. Tudo isto com o toque de mestre que o autor claramente possui.» - David Baldacci

 

«Peregrino é um verdadeiro thriller do século xxi: um enredo intenso, mas com protagonistas pormenorizadamente desenha­dos. As reviravoltas na história lembram uma cobra fechada dentro de um saco. O estilo é visceral, corajoso e cinematográ­fico… Um livro convincente e ambicioso, escrito com habilidade e entusiasmo.» - The Times

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Capa_Bicicleta à Chuva.jpg

Título: Bicicleta à Chuva

Autora: Margarida Fonseca Santos

Editora: Booksmile

Páginas: 128

PVP: 8,79€

Data de Lançamento: 26 de Outubro de 2015

 

Sinopse

De uma das autoras de referência do género infantojuvenil, Margarida Fonseca Santos, em Bicicleta à Chuva,

traz-nos uma história sobre temas atuais como o bullying, a coragem e amizade.

Crescer é um desafio enorme. Mas às vezes é difícil decidir que caminho devemos seguir.

 

A Escolha é Minha é uma coleção sobre as opções que tens de tomar todos os dias com histórias de vida contadas por

jovens como tu. Esta história, Bicicleta à Chuva, podia bem ser a tua ou quem sabe a de alguém que

conheces.

 

O Jaime carrega um enorme segredo: um grupo de rufias, os Alcaides, toma conta da sua vida de muitas maneiras, deixando-‐lhe o corpo e a mente com marcas difíceis de apagar.

O Valdomiro, o chefe dos Alcaides, luta para, de alguma forma, conseguir ser importante naquele bairro tão complicado.

Um dia, em frente à paragem do autocarro, o Jaime vê uma bicicleta antiga encostada ao muro de pedras, e desenha-a. Cai uma chuva miudinha, mas o dono da bicicleta, o Joaquim, não se incomoda com isso, e interessa-se por aquele desenhador.

Nasce assim uma amizade capaz de revolucionar a vida do Jaime e de muitos outros. Queres saber como? Então, vem daí!

 

Um livro tão comovente e emocionante que os mais novos não vão conseguir parar de ler!

 

 

Sobre a autora

Publicou o seu primeiro livro para crianças há vinte e um anos. Desde esse instante, nunca mais parou de escrever para este público, um verdadeiro desafio que se transformou numa grande paixão.

Autora reconhecida e muito querida do público, tem uma grande parte das suas obras no Plano Nacional de Leitura.

Paralelamente a isso, escreve para adultos e para teatro, trabalha na área da escrita criativa e do treino mental, algo que ficou do tempo em que se dedicava à

Pedagogia e à Formação Musical. Esta coleção, A Escolha É Minha, é o reflexo de todo este percurso.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Eu, o Earl e a Tal Miúda.jpg

Título: Eu, o Earl e a Tal Miúda

Autor: Jesse Andrews

Editora: Topseller

Páginas: 304

PVP: 16,59€

Data de Lançamento: 26 de Outubro de 2015

 

Esta é a história criativa e comovente de Greg, um finalista do secundário cujo único objetivo é manter-se completamente anónimo e evitar quaisquer relações profundas.Para ele, essa é a melhor estratégia de sobrevivência no verdadeiro campo de minas social que é a vida de um adolescente. Juntamente com Earl, Greg faz curtas-metragens parodiando filmes clássicos, o que os torna mais colegas de trabalho do que propriamente amigos.

Tudo corria bem até ao dia em que a mãe de Greg insiste com ele para passar algum tempo com Rachel, uma miúda da sua turma que acabou de ser diagnosticada com cancro. Lentamente, Greg descobre que um pouco de amizade não faz mal a ninguém.

Tão tocante quanto divertido, o livro de estreia de Jesse Andrews inspirou o filme aplaudido pela crítica e duplamente premiado no prestigiado Festival de Cinema de Sundance 2015. Uma história capaz de partir o coração sem roubar uma só gargalhada.

 

Sobre o autor

Jesse Andrews é romancista e músico. Trabalhou como escritor de viagens, guia turístico e rececionista num hostel da juventude.

Nascido e criado em Pittsburgh, na Pensilvânia, licenciou-se na Universidade de Harvard. Atualmente reside no bairro de Brooklyn, Nova Iorque. Teve de esperar pela faculdade para namorar com uma miúda durante mais de cinco minutos.

Eu,o Earl e a Tal Miúda é o seu primeiro romance.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Frente-vidas-roubadas-VF_2.jpg

Título: Vidas Roubadas

Autora: Mary Kubica

Editora: Topseller

Páginas: 336

PVP: 18,79€

Data de Lançamento: 26 de Outubro de 2015

 

Numa manhã fustigada pelo mau tempo, Heidi Wood vê numa estação de comboios uma adolescente com um bebé ao colo. A partir desse momento, essa imagem não lhe sai da cabeça.

Quando, dias mais tarde, volta a encontrar a rapariga com a bebé, Heidi decide ajudá-las e leva-as para sua casa. Chris, o marido de Heidi, assim como a filha, Zoe, opõem-se em absoluto à ideia de esta jovem, que diz chamar-se Willow, ficar em sua casa, temendo que ela possa ser uma criminosa. No entanto, Heidi não lhes dá ouvidos e, à medida que o tempo passa, sente que não pode abandonar a rapariga, e acima de tudo a sua bebé, por quem nutre um sentimento maternal fora do comum.

Entretanto, começam a aparecer pistas sobre o passado de Willow que farão com que a história ganhe contornos perturbadores. Que segredos guardará esta rapariga cujo passado esconde a todo o custo?

 

 

«Um thriller psicológico soberbo… formidável.» - Publishers Weekly

 

«Este livro irá dar a todos os que sofrem de insónias um motivo convincente para quererem ficar acordados toda a noite.» - Kirkus Reviews

 

«Um thriller psicológico hipnótico que conduz a um clímax surpreendente, envolvendo revelações que tardam a aparecer.» - People

 

«Um suspense bem construído.» - NewYork Magazine

 

«O final é uma surpresa absoluta e genuína.» - Booklist

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Novidade Topseller: «Seduzo-te» de J. Kenner

por Tânia Breda, em 19.10.15

Capa_Seduzo-te.jpg

Título: Seduzo-te

Autora: J. Kenner

Editora: Topseller

Páginas: 336

PVP: 16,99€

Data de Lançamento: 26 de Outubro de 2015

 

J. Kenner, um dos nomes maiores da literatura erótica mundial, regressa às livrarias nacionais com um novo e escaldante romance, o 2.º volume da série Most Wanted

 

Sloane Watson é uma brilhante agente policial e está decidida a encontrar a sua amiga Amy, misteriosamente desaparecida. Para chegar à verdade, Sloane tem um plano aparentemente inabalável: seduzir o poderoso Tyler Sharp, dono do Destiny, o requintado e exótico clube onde Amy trabalhava como bailarina, e onde foi vista pela última vez.

No entanto, no momento em que Sloane e Tyler cruzam os olhares, a atração entre ambos torna-se inebriante. Aquilo que deveria ser uma investigação policial dá lugar a um escaldante e perigoso jogo de sedução, no qual nenhum dos dois alguma vez pensou entrar. Mas será que ainda é possível voltar atrás e mudar as regras?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Flores-de-Lotus-369x235.jpg

Título: As Flores de Lótus

Autor: José Rodrigues dos Santos

Editora: Gradiva

Páginas: 688

PVP: 22,00€

Data de Lançamento: 22 de Outubro de 2015


Pode uma ideia mudar o mundo?

O século XX nasce, e com ele germinam as sementes do autoritarismo. Da Europa à Ásia, as ondas de choque irão abalar a humanidade e atingir em cheio quatro famílias.

Inspirando-se em figuras históricas como Salazar e Mao Tse-tung, o novo romance de José Rodrigues dos Santos conduz o leitor numa viagem arrebatadora que o leva de Lisboa a Tóquio, de Irkutsk a Changsha, do comunismo ao fascismo o que faz de As Flores de Lótus uma das mais ambiciosas obras da literatura portuguesa contemporânea.

 

ImageProxy.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Capa Musgo 300dpi.jpg

Título: Como o Musgo na Pedra

Autor: Daniel Simon

Editora: Guerra e Paz Editores

Páginas: 152

PVP: 14,50€

Data de Lançamnto: 21 de Outubro de 2015

Sinopse

Em todas as vidas há um hiato.

A vida do autor parou numa terça-feira como as outras, com um diagnóstico. Quando a vida pára, o mundo divide-se entre os cépticos, que acreditam no acaso, e os que acreditam que os acontecimentos detêm um segredo profundo. Procurar esse segredo não é tarefa fácil. Implica silêncio, um ritmo lento e viajar pela Perda. É um trabalho de memória, de regresso à infância e à nossa história, que passa por livros, objectos, músicas e espaços. Confrontar a vida. Como ela foi. Como nós gostaríamos que ela tivesse sido.

A vida, agora.

 

Escrevo: quatro meses depois. Como se houvesse um momento-marco, um instante zero evidente. Na realidade, as nossas vidas estão cheias de instantes zero, de rupturas, este é só o instante zero mais recente. Sublimamos as outras rupturas, mas, às vezes, numa fracção de segundo, elas emergem. Visitar a Perda é reviver todas as visitas anteriores. É inevitável. Pensamos que sofremos de coisas diferentes de cada vez, mas é sempre o mesmo sofrimento que visitamos. De modo que escrevo: quatro meses depois. Depois de tudo.

 

  

Biografia do autor

Daniel Simon (Portugal, 1979) viaja, lê e escreve. Interessa-se, em particular, pela Ásia e pelo Médio Oriente. Tem timings estranhos. Gosta de silêncio, de pedras, de mar, de montanha, de gatos e de paisagens e templos desertos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/3




Estou a ler...



Tabela de Classificação:



WOOK - www.wook.pt