Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

Título: A Linha Ténue do Passado

Autor: Mónica Cortesão Gonçalves

Editora: Chiado Editora

Edição de: Agosto 2013

Páginas: 373

PVP: 14,00€

 

Sinopse

No Luxemburgo, Maria descobre uma mansão que pertencera aos seus ascendentes, de onde a sua avó havia fugido anos antes devido às calamidades que os habitantes sofreram durante toda a 2.ª Guerra Mundial. Descobre uma nova identidade, o seu verdadeiro lar, num sítio desconhecido onde se sente em casa. Encontra história, amigos, inimigos, amor, erotismo, filhos, e constrói um verdadeiro lar sob a ameaça mortal de dois alemães que se querem apoderar da sua herança, alegando fazerem parte dela. 
Maria tem uma vida paralela enquanto dorme, através de visões de um passado doloroso, desenterra a história da sua família e o seu sofrimento durante a invasão alemã da 2.ª Grande Guerra, num país que até então não sabia ter agonizado tanto, descobrindo a verdadeira razão da fuga da sua avó para Portugal. 
A obra funde o passado com o presente e a imaginação com factos verídicos, onde todas as experiências levam Maria a descobrir o inimaginável. 

 

 

A Linha Ténue do Passado  trata-se de um livro onde se funde o passado com o presente e a imaginação com factos verídicos da 2ª Guerra Mundial.

É uma história interessante, com uma escrita simples e personagens que conseguem criar empatia com os leitores.

O que menos me agradou foram as visões sobre o passado da família que Maria, a personagem principal, tem através dos seus sonhos. Confesso que estas visões faziam-me uma certa confusão, durante anos não conseguiu ter sossego quando dormia, pois cada vez que tinha uma visão acordava sempre sobressaltada.

Enquanto lia, cheguei a questionar o porquê de a autora não ter substituído estas visões por diários deixados pelos seus antepassados. 

Essas visões são a única coisa que podia ser diferente e alterar a classificação desta opinião para um 4, mas claro, também houve páginas que adorei.

O que gostei (e acho que a autora desenvolveu muito bem!) foi dar-nos a conhecer o passado da avó de Maria e o romance que Maria desenvolveu no Luxemburgo.

 

Não irei revelar muito mais, a história é boa com algum mistério à mistura.

Neste livro, pode encontrar uma leitura bastante agradável e fácil que consegue prender o leitor até à última página à procura de respostas que encontrará só mesmo no final... Um final surpreendente!

 

Classificação: 3/7

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

 

Título: Da Cozinha, com Amor

Autor: Susana Teixeira

Editora: Chiado Editora

Edição de: Junho 2013

Páginas: 246

PVP: 15,00€ 

 

Sinopse

Pretende-se, com este livro, propor ao leitor experiências e surpresas que façam uso de dotes culinários que, muitas vezes, se desconhecem. São feitas propostas de entradas, peixes, carnes, vegetais, sobremesas, bebidas, pastelaria e ainda um capítulo dedicado a surpresas, com sugestões para experiências românticas e que estejam ligadas à arte da cozinha.
É um livro que, acima de tudo, sugere um conjunto de receitas afrodisíacas, a casais e apaixonados, acompanhadas por fotografias exemplificativas de como as confeccionar e servir de uma forma sensual. Para esse efeito, desafiaram-se alguns fotógrafos nacionais a retratar as sugestões por nós apresentadas, figurando nas mesmas modelos fotográficos de diferentes idades, orientações sexuais, etnias e aptidões físicas.
De forma análoga, inclui-se um poema ou uma frase romântica por cada receita, da autoria de alguns autores portugueses contemporâneos.
Finalmente, apresentam-se as receitas precedidas pelos resultados de um inquérito feito a nível nacional, dentro do tema da sedução e com uma seleção de algumas respostas surpreendentes.
Parte dos lucros obtidos com a venda deste livro irão reverter para duas instituições de cariz social e com as quais a autora tem ligação: a Cercipom, uma das instituições que faz parte da Federação Nacional das Cooperativas de Solidariedade Social e a Obra do Frei Gil: Sociedade de Promoção Social.

 

Da Cozinha, com Amor é um livro que nos apresenta vários tipos de receitas afrodisíacas.

Começa com um glossário muito útil em que nos fala um pouco de cada ingrediente informando o leitor das suas vitaminas e de como era usado na antiguidade.

Encontra-se organizado por Entradas, Peixes, Carnes, Comida vegetariana, Sobremesas, Tea time, Bebidas e por último, Surpresas.

Experimentei algumas receitas, como o bolo de ameixa (não durou muito, comeu-se todo no mesmo dia) e os cupcakes de daiquiri de amoras (ficaram óptimos) e o que me parecia complicado, até se tornou bastante simples!

Um livro original, criativo e com boas receitas.

 

Classificação: 3/7

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Tenho o teu Número - Sophie Kinsella [Opinião]

por Tânia Breda, em 14.05.14

  

Título: Tenho o teu Número

Autor: Sophie Kinsella

Editora: Quinta Essência

Edição de: Janeiro 2014

Páginas: 420

PVP: 16,60€

 

Desde à um tempo que andava de olho no romance Tenho o teu Número de Sophie Kinsella. A capa lindíssima e a história já sabia que era interessante.

Nunca tinha lido nada desta autora, portanto foi uma estreia com esta escritora que já conta com 25 milhões de livros vendidos em todo o mundo.

Lá parti para a leitura do livro com expectativas muito altas começando com Poppy à procura de um anel no meio de um hotel.

O anel não era um anel qualquer, pois é o seu anel de noivado que está na família do seu noivo à algumas gerações.

Para além de o ter perdido, um ladrão rouba o telemóvel de Poppy. Por sorte, encontra um abandonado no caixote do lixo.

Preocupada se alguém encontrar o anel, dá o nº de telemóvel que encontrou no lixo ao staff do hotel.

A verdade é que aquele telemóvel pertencia à assistente de Sam Roxton que desistiu do emprego, e Sam só concorda que Poppy fique temporariamente com ele se lhe reencaminhar todos os emails e SMS que receber que sejam para ele...

É claro que Poppy não resiste e lê algumas das mensagens e emails de Sam, mas como ela é, também começa a responder.

Desta partilha de telemóvel surgem situações bastante engraçadas, desenvolvendo ao mesmo tempo uma relação especial entre Poppy e Sam.

Logo na primeira página, a história agarrou-me de imediato. A tradução de Maria João Vieira está muito bem conseguida e a escrita da autora leve e cheia de humor, fez-nos chegar um livro romântico e divertido que deixou-me a querer ler mais e mais. A personagem Poppy conquistou toda a minha simpatia e criou situações tão caricatas que foi a primeira vez que dei gargalhadas com o que lia num livro.

A história prendeu-me de tal maneira que li o livro em poucas horas e correspondeu a 100% às minhas expectativas!

Recomendo vivamente a leitura de Tenho o teu Número. Este livro passou para a prateleira dos meus livros preferidos.

 

Fico bastante grata à editora Quinta Essência pela oportunidade de ler este maravilhoso livro.

 

Sinopse

Dez dias antes do casamento, Poppy perde o anel de noivado. Desesperada, Poppy começa a telefonar a toda a gente para pedir ajuda e alguém lhe arranca o telemóvel da mão! Também o roubaram! Como irão agora avisá-la se encontrarem o anel? E, imediatamente, Poppy vê um telemóvel num caixote do lixo, um telemóvel abandonado de que ela precisa urgentemente. Poppy dá o seu novo número a todos os amigos e também atende as chamadas recebidas e lê as mensagens endereçadas à anterior proprietária, a secretária (que acaba de se demitir) de Sam Roxton, um empresário importante. Enquanto continua à procura do anel, Poppy mantem-se em contacto com Sam Roxton, o novo proprietário do telefone. Sam vai deixá-la ficar com o aparelho, desde que ela lhe reencaminhe todas as mensagens que receber, mas às vezes Poppy responde por Sam em assuntos profissionais e também pessoais. Não se contém. Sam também começa a opinar sobre a vida de Poppy, o seu casamento, sobre os sogros e até sobre o noivo, que talvez, não seja tão maravilhoso como ela pensava.

 

Classificação: 6/7

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


A Chave - Cláudia Valle Santos [Opinião]

por Tânia Breda, em 02.04.14

 

Título: A Chave

Autor: Cláudia Valle Santos

Editora: Edições Vieira da Silva

Edição de: Dezembro 2011

Páginas: 260

PVP: 15,00€

 

Quando me foi entregue o livro A Chave, reparei logo no formato diferente deste. Tem as dimensões 171 x 259 x 24 mm e linhas espaçadas que parecia à primeira vista não cansar tanto quem o lê.

Assim que iniciei a leitura, despertou imediatamente a minha atenção e conseguiu prendê-la até ao fim.

O livro conta-nos a pesquisa da Dra. Maria do Carmo, Micá, que a pedido da família de Gonçalo solicitam os seus serviços para conhecer o passado da sua família que foi guardado a sete chaves... As viagens de investigação são feitas entre Setúbal e Coimbra com Micá a visitar Quintas e Conventos, dando-nos a conhecer a descrição de como eram antigamente.

À medida que Micá avança na investigação, começamos a questionar se os seus pesadelos e o rumo da sua pesquisa não têm um objecto em comum: A Chave...

Adorei a parte romântica do livro, como as cartas deixadas ao irmão Francisco e as enviadas a Aníbal... Mais não posso revelar ;)

A história lê-se facilmente e está muito bem organizada, as personagens estão bem desenvolvidas e o suspense e mistério faz-nos querer ler mais e mais até à última página. O twist final surpreende qualquer um!  

Pela pesquisa que fiz, parece que a autora não escreveu mais nenhum livro, o que realmente é uma pena.

A Chave é um livro a não perder. Recomendo vivamente a sua leitura!

 

Fico muito grata à Edições Vieira da Silva por me ter dado a oportunidade de ler este livro maravilhoso da escritora portuguesa Cláudia Valle Santos.

 

 

Sinopse

Maria do Carmo Ferreira depara-se, acidentalmente, com um trabalho de investigação histórica que a leva a viver um delicado enredo familiar e a acordar a sua consciência para uma realidade oposta à sua vida rotineira e confortável. Quando Letícia lhe diz "as coisas estão prestes a mudar. A Maria do Carmo está a viver um momento de esclarecimento. Não se esqueça que o mundo que pensamos que existe pode não ser bem aquilo que de facto é" e depois lhe pergunta "tem a certeza de que está acordada? Tem a certeza de que o seu sonho é mesmo um sonho?" Maria do Carmo sente a sua existência tremer e as suas certezas transformarem-se em dúvidas. A evolução da investigação histórica e a procura de uma resposta para os pesadelos que a atormentam todas as noites, transportam Maria do Carmo para uma viagem de descoberta e de esclarecimento sobre a sua própria existência, que lhe irá revelar uma realidade, para si, impensável.

 

Classificação: 5/7

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Título: Quando o Cuco Chama

Autor: Robert Galbraith

Editora: Editorial Presença

Edição de: Outubro 2013

Páginas: 496

PVP: 21,90€

 

Sinopse

"Quando uma jovem modelo, cheia de problemas na sua vida pessoal, cai de uma varanda coberta de neve em Mayfair, presume-se que tenha cometido suicídio. No entanto, o seu irmão tem dúvidas quanto a este trágico desfecho, e contrata os serviços do detective particular Cormoran Strike para investigar o caso. Strike é um veterano de guerra - com sequelas físicas e psicológicas - e a sua vida está num caos. Este caso serve-lhe de tábua de salvação financeira, mas tem um custo pessoal…
Um policial envolvente e elegante, mergulhado na atmosfera de Londres. Quando o Cuco Chama é um livro notável, um romance policial clássico na tradição de P. D. James e de Ruth Rendell, que marca o início de uma série verdadeiramente singular escrita por Robert Galbraith, o pseudónimo de J.K. Rowling, autora da série Harry Potter e do romance Morte Súbita."

 

Sempre gostei dos livros de Harry Potter, e já em miúda lia-os com grande rapidez. Assim que ouvi falar do novo livro (uma estreia policial) de J. K. Rowling, Quando o Cuco Chama, fiquei cheia de curiosidade e tive de adquiri-lo imediatamente. Apesar de estar assinado por Robert Galbraith, este é o pseudónimo de J. K. Rowling.

Após terminar a sua leitura, as minhas expectativas não poderiam estar mais certas.

Cheio de mistério do início ao fim, o livro Quando o Cuco Chama envolve-nos na história e investigação do detective Cormoran Strike e da sua assistente Robin para descobrir o assassino de Lula Laundry. Durante todo o livro, fiquei a querer saber mais sobre Cormoran, e a certa altura até achei que ele e Robin ficariam muito bem juntos! :)

Se no início nos faz dúvidar, questionar e pensar conforme se vai desenvolvendo a história, o fim deixa-nos surpreendidos quando descobrimos o verdadeiro assassino!

Um livro fantástico com uma escrita bastante cativante e envolvente, ficarei a aguardar o segundo volume "The Silkworm" que sairá em meados de Junho ainda deste ano! Yess!

 

 

Classificação: 5/7

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

 

Título: A Menina dos Ossos de Cristal

Autor: Ana Simão

Editora: Guerra e Paz

Edição de: Fevereiro 2014

Páginas: 192

PVP: 12,99€

 

Celebrando uma nova parceria, desta vez com a Guerra e Paz Editores, tive a oportunidade de ler A Menina dos Ossos de Cristal de Ana Simão.

O livro é um testemunho da própria autora do livro, e tal como Inês, que é a protagonista da estória, nasceu num corpo muito frágil com Osteogénese Imperfeita. Os ossos partem-se em pedaços, como se fossem de cristal.

Neste livro fazemos a leitura de duas perspectivas, a da mãe da Inês e da Inês, onde acompanhamos a vida desta com OI desde criança até adulta.

Inês, é um grande exemplo para todos nós, nunca desistiu, sempre lutou e venceu o sofrimento.

Já conhecia a doença, mas muito superficialmente. Jamais imaginei que os ossos se poderiam quebrar tão facilmente...

Em certos momentos, senti-me revoltada, como era possível não estarem a dar a devida atenção médica à Inês?  

Recomendo sem dúvida a leitura deste livro, encontrei nele uma escrita simples e esclarecedora, acessível a todos, e uma estória tão envolvente que só posso agradecer à autora por nos ter dado a conhecer este testemunho, assim como as suas lindas fotografias.

 

Sinopse

Inês é uma menina única, como todas as meninas do mundo. Mas, ao contrário delas, Inês nasceu num corpo muito frágil e os seus ossos partem-se em mil pedaços, como se fossem de cristal.
 Inês tem uma doença muito rara, Osteogénese Imperfeita (OI) - mais vulgarmente conhecida como doença dos ossos de vidro - e aos 14 anos o seu pequeno corpo já tinha sofrido mais de 100 fracturas.
A menina cuja história de luta e coragem vamos acompanhar não se deixou vencer pelo medo: nem quando quis dar os primeiros passos e não conseguiu, nem quando todas as crianças corriam e brincavam e ela estava numa cama de hospital, embalando nos seus sonhos Mefibosete, o menino imaginado pelo seu pai.
Da perda da inocência nas mãos de um curandeiro, passando pela enorme luta da família para não a perder, até à licenciatura conquistada a pulso, a vida da Menina dos Ossos de Cristal transforma-se, diante dos nossos olhos, no triunfo da mulher que, contra todas as expectativas, consegue vencer. Como todos aqui aprenderemos, há apenas uma frase rara que nós, como Inês, nunca devemos esquecer: amor é poder.
Um livro que conta com a divulgação e promoção por parte da APOI (Associação Portuguesa de Osteogénese Imperfeita) e a Associação Raríssimas.

 

Está agendada para o dia 1 de Março, sábado, em Santarém, no W Shopping, a apresentação deste livro.

A sessão de lançamento da obra, que terá lugar no espaço da Bertrand, às 16h00, vai contar com intervenções de Laurinda Alves e de Maria do Céu Barreiros, presidente da Direção da Associação Portuguesa de Osteogénese Imperfeita (APOI).

 

Fico bastante grata à editora Guerra e Paz pela oportunidade de ler este maravilhoso livro.

 

Classificação: 4/7

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

 

Título: As Cinquenta Sombras de Grey

Autor: E. L. James

Editora: Lua de Papel

Edição de: Outubro 2012

Páginas: 552

PVP: 17,70€

 

 Anastasia é uma jovem de 21 anos trapalhona e ingénua (demais até!) que conhece Christian Grey,  presidente de uma empresa muito bem posicionada a nível internacional. Ele dá-lhe a volta em poucos dias e ela aceita tornar-se a sua "escrava sexual", a sua submissa... Sim, pelo menos dá-me a sensação que aceita, pois eu tentei continuar a ler o livro As Cinquenta Sombras de Grey, mas não consigo mais.

Desisto de lê-lo. Fico pela página 206 e chega, aliás até acho que foi tempo desperdiçado.

Como actualmente os romances eróticos estão na moda e, no ano passado o livro tornou-se a sensação entre o público feminino, decidi então fazer a sua leitura.

Assim que iniciei a leitura, comecei logo a achá-lo bastante aborrecido e repetitivo...

Não gostei do livro, nem das personagens. Achei as conversas de Anastasia com a sua deusa interior tão patéticas! Já Christian é uma personagem muito obsessiva e perseguidora com a mania do controlo... Dispenso!

Continuar com a sua leitura já era um sacrificio.

Não darei uma segunda oportunidade a este livro.

 

Sinopse  

Anastasia Steele é uma estudante de literatura jovem e inexperiente. Christian Grey é o temido e carismático presidente de uma poderosa corporação internacional. O destino levará Anastasia a entrevistá-lo. No ambiente sofisticado e luxuoso de um arranha-céus, ela descobre-se estranhamente atraída por aquele homem enigmático, cuja beleza corta a respiração. Voltarão a encontrar-se dias mais tarde, por acaso ou talvez não. O implacável homem de negócios revela-se incapaz de resistir ao discreto charme da estudante. Ele quer desesperadamente possuí-la. Mas apenas se ela aceitar os bizarros termos que ele propõe... Anastasia hesita. Todo aquele poder a assusta - os aviões privados, os carros topo de gama, os guarda-costas... Mas teme ainda mais as peculiares inclinações de Grey, as suas exigências, a obsessão pelo controlo… E uma voracidade sexual que parece não conhecer quaisquer limites. Dividida entre os negros segredos que ele esconde e o seu próprio e irreprimível desejo, Anastasia vacila. Estará pronta para ceder? Para entrar finalmente no Quarto Vermelho da Dor? As Cinquenta Sombras de Grey é o primeiro volume da trilogia de E. L. James que é já o maior fenómeno literário do ano em todos os países onde foi publicado.

 

 Classificação: 1/7

 

Autoria e outros dados (tags, etc)




Tabela de Classificação: